Vendas no comércio crescem 1,2% em maio e renovam pico da série

Desempenho foi puxado por hiper e supermercados, com melhora no mercado de trabalho e na renda. Alta do varejo no ano é de 5,6% no ano

22
Vendas nos supermercados puxam desempenho do varejo — Foto: Hermes de Paula/Agência O Globo

As vendas do comércio brasileiro cresceram 1,2% em maio, renovando o ponto mais alto da série, que já havia alcançado em abril. O desempenho foi puxado pelos hiper e supermercados, assim como pelo varejo farmacêutico, segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira, 11.

  • No acumulado do ano, o setor expandiu 5,6% . Já em 12 meses, a alta do varejo é de 3,4%
  • Maio é o quinto mês seguido de alta

O avanço nas vendas é atribuído ao aumento da concessão de crédito às famílias e ao crescimento da massa de rendimento. Com mais dinheiro no bolso, os brasileiros compraram mais. O aumento do número de pessoas ocupadas também ajudou no desempenho do varejo.

Em maio, o segmento de hiper e supermercados cresceu 0,7%. Como ele representa mais da metade das vendas do varejo, o avanço, mesmo que menor do que em outros segmentos, tem forte influência no resultado final.

“Esse desempenho dos últimos meses está muito focado em hiper e supermercados e artigos farmacêuticos, que também atingiram seus níveis máximos em maio. É um resultado bastante positivo”, explica Cristiano Santos, gerente da pesquisa do IBGE.

Artigos farmacêuticos teve expansão de 0,2% e vestuário, de 2%. Por outro lado, venda de móveis eletrodomésticos e combustíveis caiu.

Artigo anteriorA Paraíba e os desafios do crescimento
Próximo artigoEmpreendimentos do Setai Grupo GP podem ser conferidos na Brasil Mostra Brasil em João Pessoa