Nordeste terá investimento em 121 universidades

34
Biblioteca Central - Campus 1 UFPB (Foto: Angélica Gouveia)

Das 338 obras anunciadas, 117 serão realizadas em universidades do Nordeste.

O Governo Federal, através do Ministério da Educação (MEC), anunciou um pacote de investimentos para fortalecer a infraestrutura das universidades brasileiras. Com um investimento total de R$ 3,17 bilhões destinado a 338 obras em instituições de ensino superior, o programa abrange todas as regiões do país, com destaque significativo para o Nordeste.

Investimentos no Nordeste

Das 338 obras anunciadas, 117 serão realizadas em universidades do Nordeste, com um investimento total de R$ 808 milhões. Dessa forma, este recurso é destinado à melhoria e ampliação da infraestrutura dos campi e inclui a construção e modernização de salas de aula, laboratórios, bibliotecas, auditórios, estruturas acadêmicas, complexos esportivos e culturais, além de refeitórios, moradias estudantis, equipamentos de saúde e centros de convivência.

Distribuição Regional

Além do Nordeste, os investimentos serão distribuídos da seguinte forma:

Norte: 51 obras, totalizando R$ 271 milhões.

Sudeste: 76 obras, com R$ 815 milhões investidos.

Sul: 58 obras, com um aporte de R$ 322 milhões.

Centro-Oeste: 35 obras, totalizando R$ 205 milhões.

Bolsa Permanência

O Programa Bolsa Permanência (PBP), destinado a estudantes de baixa renda, está sendo ampliado para mais 5.600 novas vagas, com investimento adicional é de R$ 35 milhões, totalizando um orçamento de R$ 233 milhões. Este aumento representa um crescimento de 135% em relação a 2022 e de quase 60% em relação a 2023.

Expansão das Universidades

Como parte do novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC), o governo federal destinará R$ 5,5 bilhões para a consolidação das universidades federais, a criação de 10 novos campi e a melhoria da infraestrutura de 31 hospitais universitários, incluindo a construção de oito novos hospitais. Dos R$ 5,5 bilhões, R$ 600 milhões serão destinados à construção dos novos campi universitários nas seguintes cidades:

São Gabriel da Cachoeira (AM)

Rurópolis (PA)

Cidade Ocidental (GO)

Baturité (CE)

Estância (SE)

Jequié (BA)

Sertânia (PE)

Ipatinga (MG)

São José do Rio Preto (SP)

Caxias do Sul (RS)

Todas as medidas pretendem melhorar as condições de ensino e pesquisa em todo o país, especialmente no Nordeste, e promover a inclusão e a equidade no acesso à educação de qualidade.

Fonte: NE9

Artigo anteriorQuais são os principais riscos tributários em operações imobiliárias?
Próximo artigoRecife reduz imposto para incentivar rede hoteleira
Redação
O Paraíba Business é um portal de notícias profissional focado em economia e negócios, independente e não partidário. Seu propósito é produzir conteúdos relevantes e se aproximar ao máximo da verdade dos fatos para informar e contribuir com nossos leitores de maneira transparente.