Startup de aluguel por temporada cresce 100% ao ano com modelo de franquias

Seazone pretende consolidar sua presença no Nordeste do Brasil, iniciando por regiões como a Bahia e expandindo para cidades como Salvador e Maceió

37
Equipe da Seazone (Crédito: Divulgação

A startup Seazone, com sede em Florianópolis (SC), está se destacando dentro do mercado de aluguel por temporada com um crescimento de 100% ao ano desde 2020. Especializada na gestão de imóveis para estadias curtas, a empresa reforma apartamentos para anúncios online, adotando um modelo de franquia que impulsionou sua expansão nacional.

Especializada na gestão de imóveis para estadias de curta duração, a empresa reforma apartamentos para anúncios em plataformas como o Airbnb. Em 2022, a Seazone registrou um faturamento de R$ 21 milhões e planeja expandir ainda mais, focando em mercados com alta demanda para estadias temporárias. Além de operar com imóveis próprios em várias cidades brasileiras, a empresa adota um modelo de franquia desde 2020 para facilitar a expansão nacional.

A ideia para a Seazone surgiu da experiência pessoal do engenheiro Fernando Pereira, CEO e fundador, que percebeu a oportunidade ao gerenciar seu próprio imóvel alugado via Airbnb enquanto trabalhava no exterior. Com dificuldades para administrar o imóvel à distância, Pereira e um amigo fundaram a Seazone em 2019, inicialmente operando em Florianópolis. A estratégia de crescimento envolve microfranquias, onde cada franqueado gerencia uma carteira de imóveis, otimizando a gestão local e permitindo rápida expansão sem a necessidade de estruturas físicas próprias em cada cidade.

Pereira atribui o sucesso da Seazone à escalabilidade do modelo de franquias, adotado após a necessidade de adaptação durante a pandemia, quando todas as reservas foram canceladas. A tecnologia também desempenha um papel crucial, com o sistema SAPRON automatizando a gestão de reservas e facilitando o crescimento rápido da empresa.

Para os próximos passos, a Seazone pretende consolidar sua presença no Nordeste do Brasil, iniciando por regiões como a Bahia e expandindo para cidades como Salvador e Maceió. A empresa também planeja uma captação de investimentos para acelerar o crescimento futuro e potencialmente explorar mercados internacionais na América do Sul a partir de 2025.

Em relação aos critérios para seleção de imóveis, a Seazone prioriza propriedades bem localizadas e equipadas com estrutura mínima, como cozinha, ar condicionado, televisão e internet, garantindo conforto aos hóspedes e mantendo altos padrões de qualidade, refletidos em avaliações positivas nas plataformas de aluguel por temporada.

Atualmente, a Seazone opera em diversas localidades brasileiras, incluindo Florianópolis, Goiânia, Porto Seguro e Porto Alegre, com planos de expansão para outras cidades do Nordeste e também para São Paulo e regiões de turismo interiorano, como Campos do Jordão e Ubatuba.

Artigo anteriorLula diz que subida do dólar ‘preocupa’ e que há ‘jogo especulativo contra o real’
Próximo artigoMercado imobiliário brasileiro prevê crescimento anual de 5,4% até 2029
Redação
O Paraíba Business é um portal de notícias profissional focado em economia e negócios, independente e não partidário. Seu propósito é produzir conteúdos relevantes e se aproximar ao máximo da verdade dos fatos para informar e contribuir com nossos leitores de maneira transparente.