Rota Cultural de Caminhos do Frio movimenta economia e turismo no Brejo Paraibano

Evento, que acontece de julho a setembro, celebra as tradições artísticas e culturais locais, incluindo o movimento Armorial, iniciado nos anos 70 no Brasil

48
Caminhos do Frio em Pilões (Foto: Reprodução)

A 19ª edição da Rota Cultural Caminhos do Frio está em curso no Brejo Paraibano, abrangendo 10 municípios ao longo de 69 dias. O evento, reconhecido como uma das maiores rotas de turismo integrado do país, combina programação cultural, culinária e atrações naturais, impulsionando significativamente a economia local. A ocupação hoteleira nos finais de semana já alcança 90%, refletindo o impacto positivo do evento no setor turístico da região.

“O turismo no Brejo paraibano tem crescido e turismo só cresce quando a região é fortalecida e unida. Temos uma programação de segunda a domingo e nossas pousadas já estão com 90% de ocupação nos finais de semana. Isso é de extrema felicidade. Saber que a economia do turismo é real no Brejo, a indústria do turismo é real”, avaliou Jaime Souza, presidente do Fórum de Turismo do Brejo Paraibano.

O secretário executivo de Turismo da Paraíba, Delano Tavares, destacou a importância estratégica do Caminhos do Frio para a interiorização do turismo, vital para o desenvolvimento regional.

O evento, que acontece de julho a setembro, celebra as tradições artísticas e culturais locais, incluindo o movimento Armorial, iniciado nos anos 70 no Brasil. Este movimento visa promover uma arte brasileira única, enraizada nas tradições populares nordestinas. Além das atrações culturais, o festival deste ano inclui um Festival Gastronômico abrangente, com oficinas, cursos e a Rota das Igrejas Criativas, que promove a cultura popular aos sábados.

A inclusão do empreendedorismo feminino no campo destaca o papel das mulheres na economia local, complementando as iniciativas de valorização cultural e econômica promovidas pelo Caminhos do Frio.

Confira a Rota Cultural do Caminhos do Frio

  • Areia: 1 a 7 de julho 
  • Pilões: 8 a 14 de julho 
  • Matinhas: 15 a 21 de julho
  • Solânea: 22 a 28 de julho
  • Serraria: 29 de julho a 4 de agosto
  • Borborema: 5 a 11 de agosto
  • Remígio: 12 a 18 de agosto
  • Bananeiras: 19 a 25 de agosto
  • Alagoa Grande: 26 de agosto a 1 de setembro  
  • Alagoa Nova: 2 a 8 de setembro
Artigo anteriorInflação desacelera em junho, mas alimentos sobem o dobro
Próximo artigoSalão Imobiliário da Brasil Mostra Brasil tem mais de 5 mil imóveis à venda
Redação
O Paraíba Business é um portal de notícias profissional focado em economia e negócios, independente e não partidário. Seu propósito é produzir conteúdos relevantes e se aproximar ao máximo da verdade dos fatos para informar e contribuir com nossos leitores de maneira transparente.