Risco Fiscal: um fator permanente na economia brasileira

País tem passado por vários períodos de turbulência econômica, resultando em altos custos sociais

12
Ministério da Fazenda: equilíbrio do orçamento público é essencial para a estabilidade da economia (Foto: REUTERS / Adriano Machado)

No Brasil, o risco fiscal é um tema constante nas discussões econômicas e políticas. Governos, empresas e o mercado financeiro lidam diariamente com os desafios impostos pela dívida pública, que afeta a estabilidade econômica do país.

A instabilidade gerada pela preocupação com os gastos governamentais é uma constante. Esta preocupação é fundamentada, considerando-se os precedentes históricos. Embora o Brasil não enfrente mais a hiperinflação das décadas de 1980 e 1990, o país tem passado por vários períodos de turbulência econômica, resultando em altos custos sociais.

Entender o que é risco fiscal e seus desdobramentos pode ser essencial para a tomada de decisões quanto a investimentos.

O que é Risco Fiscal

O risco fiscal é definido como o desequilíbrio entre receitas e despesas do governo. Este desequilíbrio gera preocupação sobre a capacidade do governo de honrar suas obrigações financeiras, caso os gastos superem significativamente a arrecadação.

Artigo anteriorBancos são condenados por propaganda enganosa e terão que devolver dinheiro em dobro
Próximo artigoVeja como economizar energia com a volta da taxa extra em julho
Redação
O Paraíba Business é um portal de notícias profissional focado em economia e negócios, independente e não partidário. Seu propósito é produzir conteúdos relevantes e se aproximar ao máximo da verdade dos fatos para informar e contribuir com nossos leitores de maneira transparente.