Risco fiscal está ‘drenando oportunidades’ do Brasil, diz Tarcísio

24

Governador de São Paulo defendeu agenda de corte de gastos para equilibrar contas públicas e atrair investimentos

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) disse nesta segunda-feira que o Brasil enfrenta dois grandes riscos atualmente: além da segurança, com a expansão do crime organizado, ele avalia que, na economia, o maior problema está nas contas públicas.

Petrobras: ‘Já ultrapassou a seara de mero licenciamento ambiental’, diz Prates sobre exploração da Margem Equatorial

Haddad sobre diretor do BC: ‘Não é porque ele é autônomo que a gente precisa ficar de mal’

Durante sua fala no Seminário Brasil Hoje, organizado pelo Esfera Brasil, o governador defendeu que o governo federal diminua as despesas para atrair investimentos privados:

— Eu diria que nós temos dois riscos importantes hoje. Um, do ponto de vista econômico, que é o risco fiscal. E o risco fiscal vai drenar as oportunidades do Brasil, e a gente já está vendo isso. A gente está perdendo o time, perdendo o bonde — disse.

Para o governador, o Brasil deveria estar “se comportando melhor”, já que o cenário externo já mantém o país em uma situação complicada, sobretudo por conta da manutenção dos juros americanos em patamar elevado.

Os juros elevados nos Estados Unidos ajudam a reduzir o fluxo de investimentos para países emergentes, como o Brasil, que apresentam maiores riscos.

— Quem apostou na desinflação americana errou. A taxa de juros está alta. Isso vai drenar liquidez internacional. A gente deveria ser bem mais comportado e a gente não está percebendo que é necessário enxugar despesa, reservar recursos para fazer investimentos e ter capacidade de atrair o capital privado, ter capacidade de liderar a transição energética — afirmou Freitas.

 

Artigo anteriorRelatora do Perse retoma benefício a 44 setores e prevê desconto integral em impostos até 2026
Próximo artigoConcurso Unificado: Força Nacional fará segurança da prova em seis estados