Lula diz que Galípolo ‘tem toda condição’ de presidir BC, mas que decisão ainda não foi tomada e será feita em acordo com Senado

Presidente afirma que ainda não conversou com o diretor do BC sobre uma possível indicação

17
Diretor de Política Monetária do Banco Central, Gabriel Galípolo — Foto: Ana Paula Paiva/Valor

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou, nesta quinta-feira, que o diretor de Política Monetária do Banco Central (BC), Gabriel Galípolo, tem “todas as condições de ser presidente do Banco Central”. Questionado se o diretor será sua indicação em 2025, Lula disse que ainda não fechou um nome.

A declaração foi feita em entrevista à rádio Itatiaia, em Belo Horizonte. Galípolo é o principal cotado para suceder o atual presidente do BC indicado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, Roberto Campos Neto, que encerra o mandato no final de 2024.

— O Galipolo é um menino de ouro, competentíssimo, de uma honestidade ímpar. Ele tem todas as condições para ser presidente do Banco Central, mas nunca conversei com ele (…) O cidadão que está lá tem mandato até dezembro, então eu não tenho pressa — disse Lula.

O petista disse que ainda não conversou com o diretor do BC sobre uma possível indicação, e que irá conversar com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, antes de fazer a escolha. Galípolo esteve com Lula e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, no Palácio do Planalto na última terça-feira, em uma reunião com foco na meta de inflação. No encontro, Lula deu aval para mudança na meta de inflação, com novo prazo de referência.

— Vou indicar uma pessoa que entenda muito de política monetária. Que goste do Brasil, que tenha compromisso com o Brasil (…) Na hora que disser que tem que aumentar a taxa de juros ele tem que explicar porque tem que aumentar. E, na hora que abaixar, também tem que explicar por que vai abaixar — comentou o presidente sobre a presidência do BC na entrevista.

Artigo anteriorBrasil tem queda de 23 mil novos postos de trabalho em relação ao ano passado, após enchentes do RS
Próximo artigo‘Taxa da blusinha’ é só mais um imposto para comprar em Shein e Shopee. Saiba quanto você vai pagar