Jardim Oceania recebe primeiro ‘Resort Residence’ com itens pioneiros: cabine para gravação, duto de lixo, minicidade para crianças e spa pet

27
‘Resort Residence’ (Foto: Divulgação)

O bairro do Jardim Oceania, em João Pessoa, agora conta com um ‘Resort Residence’: um empreendimento feito para morar que tem as características de um hotel de luxo. Entregue aos moradores na noite de terça-feira (5), pela construtora Galvão Amorim, o imóvel está localizado na rua Noberto de Castro Nogueira, e ganhou destaque por ser pioneiro na adoção de diversos itens, entre eles, o primeiro com arquitetura orgânica entregue na Capital.

O prédio conta com 86 apartamentos, de 62m² a 295m², distribuídos em 11 pavimentos. Os diferenciais vão desde uma cabine para gravação de conteúdo em formatos como vídeos, podcasts e transmissões on-line, além de uma minicidade para crianças, fechadura digital em todos os apartamentos e área interna e externa para a prática de atividade física. Há ainda outros espaços de lazer, como cinema, sauna, miniquadra, lounge bar e um spa pet, que permite aos moradores dar banho, tosar e cuidar da saúde e higiene dos seus animais de estimação em um local apropriado.

“O bairro tem vivido um boom imobiliário, com diversas construções em andamento, mas o The Haus se destaca pela sua estética e pelo seu conceito. Ele entrega mais do que uma moradia bonita. Ele conecta com a natureza, promove o bem-estar e a qualidade de vida. É a experiência de viver resort, vivendo em um dos melhores bairros de João Pessoa”, ressaltou a arquiteta Maiara Amorim.

Arquiteta Maiara Amorim (Foto: Divulgação)

Sustentabilidade – Há destaque ainda pelo pioneirismo no uso da biofilia e da arquitetura orgânica, sendo o The Haus o primeiro empreendimento entregue na cidade com esses conceitos incorporados, além da preocupação com a sustentabilidade. O edifício usa placas de energia fotovoltaica, ponto para carregador de carro elétrico, irrigação automatizada dos jardins e reaproveitamento das águas pluviais. Outra novidade é o incentivo da coleta seletiva, através do duto de lixo, que também evita a circulação dos resíduos nos elevadores. Desse modo, os moradores depositam o lixo nesse canal próprio, que leva os detritos direto para o térreo acondicionando em local correto.

O conceito também é pioneiro; criado pela arquiteta da Galvão Amorim, Maiara Amorim, o ‘BioHaus’ unifica as tendências da arquitetura conciliando saúde, bem-estar, natureza, elegância e qualidade de vida, priorizando o orgânico e trazendo características biofílicas, que promovem o maior contato com o verde. O prédio também segue uma linha estética própria – suas formas e traços arredondados, diferentes do que é visto no bairro, trazem movimento e dinamismo.

Sobre a Galvão Amorim – A Galvão Amorim é uma construtora e incorporadora que atua no mercado de João Pessoa desde 2007. A empresa começou construindo casas em condomínios e gradualmente passou a construir prédios.

A empresa, que tem uma formação familiar, se destaca no mercado da construção civil de João Pessoa por seus projetos com design arrojado e inovador, bem como, com a credibilidade no cumprimento dos prazos, sempre se antecipando às entregas de seus imóveis. São mais de 141.500 m2 de área construída entregue.

A Galvão Amorim está localizado na avenida Pres. Epitácio Pessoa, 4181, no bairro de Miramar. Para saber mais informações, acesse www.galvaoamorim.com.br ou siga o perfil no instagram @galvaoamorim.

Artigo anteriorEmpréstimos consignados por aposentados cresceram 10,9% no primeiro quadrimestre de 2024
Próximo artigoA transformação energética da Paraíba: um exemplo  de sustentabilidade e desenvolvimento