Imposto de Renda: mais de 35 milhões de declarações já foram entregues à Receita Federal

Segundo o Fisco, uma dica para reduzir a probabilidade de erros no preenchimento dos dados é utilizar o formulário pré-preenchido

11
Receita Federal (Foto: Reprodução / Divulgação)

Segundo o Fisco, uma dica para reduzir a probabilidade de erros no preenchimento dos dados é utilizar o formulário pré-preenchido

Até as 7h desta quarta-feira (dia 29), 35.337.076 contribuintes já haviam entregue suas declarações de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2024. Segundo a Receita Federal, este número representa 85,7% do total de formulários enviados no ano anterior. A meta deste ano é que 43 milhões de prestações de contas sejam encaminhadas até sexta-feira (dia 31), quando se encerrará o prazo de envio (à exceção dos moradores do Rio Grande do Sul, cuja entrega poderá ser feita até o último dia de agosto).

Segundo o Fisco, uma dica para reduzir a probabilidade de erros no preenchimento dos dados é utilizar a declaração pré-preenchida. Mesmo assim, esclarece o órgão, todas as informações devem ser checadas pelo contribuinte antes do envio. Ainda de acordo com a Receita, do total de formulários já enviados, 40,4% utilizaram o modelo previamente preenchido.

No caso de não entregar a declaração, o contribuinte tem que pagar multa de 1% ao mês, sobre o Imposto de Renda devido, limitado a 20% do valor. O valor mínimo da multa é de R$ 165,74.

Declaração pré-preenchida

Como o tempo é curto, recorrer à declaração pré-preenchida é um bom atalho. E ajuda a entrar na frente da fila da restituição Simulação feita pelo EXTRA mostra que, para um contribuinte sem dependentes que recorra ao modelo simplificado, é possível concluir todo o processo em apenas dois minutos.

Mas, atenção, é sempre importante conferir os dados preenchidos automaticamente com os documentos originais — informe de rendimentos do empregador e dos bancos, por exemplo — assim como seus dados pessoais antes de enviar a declaração.

Para obter a declaração pré-preenchida, é preciso que o contribuinte tenha conta Gov.br com nível ouro ou prata.

Como fazer a declaração pré-preenchida do IRPF 2024?

  • Passo 1. Após baixar o programa do Imposto de Renda, na tela inicial, clique na barra “nova”
  • Passo 2. Em seguida, selecione a opção “Declaração de Ajuste Anual” no menu à esquerda.
  • Passo 3. Haverá três opções, selecione “Iniciar Declaração a partir da Pré-Preenchida”
  • Passo 4. Se o contribuinte já prestou contas com o governo em anos anteriores, basta checar as áreas “Identidade do Contribuinte”, “Dependentes” e “Alimentandos”, “Rendimentos”, “Imposto Recolhido na Fonte” e “Bens e Direitos”, que terão já informações pré-preenchidas. Caso tenha trocado de endereço residencial, eletrônico ou mesmo de número de telefone ou celular, é preciso indicar os dados atualizados no programa.
  • Passo 5. Em “Rendimentos Tributáveis Recebidos de PJ pelo Titular”, constam os rendimentos de pessoas jurídicas, geralmente atrelados aos ganhos mensais, no caso de assalariados.
  • Passo 6. Na aba “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, é preciso conferir as informações já preenchidas automaticamente pelo sistema. Nela, indenizações trabalhistas, restituições de impostos de renda de anos anteriores e outros.
  • Passo 7. Na aba “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva” são listados os ganhos com aplicações financeiras, por exemplo. É só checar no informe enviado pelo seu banco se está tudo correto.
  • Passo 8. Para não deixar nada de fora, basta clicar em “Verificar Pendências”, para checar se não está esquecendo nada. Caso seja preciso, o programa aponta especificamente quais alterações devem ser realizadas e que informações devem ser preenchidas.
  • Passo 9. Ao fim do processo, estará disponível, no canto inferior esquerdo da tela do programa, o valor total de Imposto a Restituir, com as respectivas alíquotas para cada modalidade: Deduções Legais ou Desconto Simplificado.

Cumpridas todas essas etapas, a declaração já está pronta para o envio à Receita Federal.

Lotes de restituição do Imposto de Renda 2024

Os contribuintes que optam pelo modelo pré-preenchido têm mais chances de serem contemplados nos primeiro lotes de restituição. Veja abaixo o calendário da Receita para as restituições:

  • Primeiro lote: 31 de maio
  • Segundo lote: 28 de junho
  • Terceiro lote: 31 de julho
  • Quarto lote: 30 de agosto
  • Quinto e último lote: 30 de setembro

Além da data de entrega e do fato de a declaração ter sido feita na modalidade pré-preenchida, a Receita considera as prioridades legais na distribuição dos lotes de restituição. Este ano, contribuintes do Rio Grande do Sul também terão prioridade. Veja os outros critérios:

  • Idosos acima de 80 anos
  • Pessoas entre 60 e 79 anos
  • Contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave
  • Profissionais cuja maior fonte de renda seja o magistério
  • Cidadãos que adotarem a declaração pré-preenchida ou optarem por receber a restituição via Pix
Artigo anteriorEm anúncio de medidas para o RS, Lula pede que Banco Central reduza os juros
Próximo artigoPrazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto