Haddad avalia que Brasil tem potencial de liderar transição energética

8

Ministro disse que o país se favorece de conexão com o agronegócio e da aposta da indústria automobilística, que optou por modelos híbridos com uso de biocombustíveis

A transição energética entrou na pauta do evento Finanças Sustentáveis promovido pelo Instituto Clima e Sociedade (iCS) no Wilson Center, em Washington, na tarde desta terça-feira. No evento que acontece em paralelo à agenda da reunião de primavera do FMI e Banco Mundial, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, falou sobre a experiência brasileira com combustíveis renováveis, como o etanol e outras modalidades de biocombustíveis.

Economia global: FMI melhora projeções para o Brasil e agora vê PIB crescendo 2,2% este ano e 2,1% em 2025

Confira em ranking animado: PIB do Brasil será o 8º no ranking mundial este ano

Na avaliação do ministro, o Brasil se favorece de sua importante conexão com o agronegócio e também da aposta da indústria automobilística brasileira que optou por modelos híbridos com uso de biocombustíveis.

— A indústria automobilística viu uma conexão importante. A indústria automobilística vive um dilema, né? É a questão do carro elétrico puro. E a indústria que está no Brasil toma uma decisão importante, que foi o investimento nos carros híbridos — disse o ministro.

Para o ministro Haddad, a transição energética é uma oportunidade para países como o Brasil. Ele defende que o Brasil explore “essas possibilidades e, obviamente, pensar no financiamento dessas ideias quando for o caso”, disse Haddad.

Haddad lembrou ainda que mecanismos importantes têm sido desenvolvidos, citando a parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) que garante proteção cambial e visa a mitigar os riscos de investimentos com impacto climático.

O Fernando Haddad cumpre agenda em Washington, onde participa das reuniões de primavera do FMI e Banco Mundial que acontece nesta semana. Na quarta-feira, o ministro Haddad participará de discussões sobre a taxa de grandes fortunas.

 

Artigo anteriorGrupo Light pede exclusão de unidade geradora do processo de recuperação judicial
Próximo artigoCâmara aprova projeto que prevê benefício fiscal ao farelo e ao óleo de milho