Grupo Light pede exclusão de unidade geradora do processo de recuperação judicial

9

Requerimento se baseia em um acordo extrajudicial firmado entre a companhia e os bancos credores

O Grupo Light apresentou um requerimento ao juiz Luis Alberto Carvalho Alves, titular da 3ª Vara Empresarial da Capital do Tributal de Justiça do Rio para a exclusão da Light Energia, empresa responsável pela geração de energia na sua cadeia produtiva, do processo de recuperação judicial, conforme informou o colunista Ancelmo Gois.

Energia: Brasil e Paraguai decidem começar revisão do Tratado de Itaipu, mas impasse sobre preço da energia continua

Renata Agostini: Governo está próximo de acordo para aumentar poder na Eletrobras

Segundo nota divulgada pelo Tribunal do Estado do Rio de Janeiro, o pedido se baseia em um acordo extrajudicial firmado entre a Light Energia e os bancos credores (Itaú, Santander, Citibank e Bradesco), além do Tarumã Fundo de Investimento, para a repactuação do pagamento de créditos de titularidade das instituições financeiras.

Os representantes das outras empresas do grupo também requerem a homologação do acordo.

A Assembleia Geral de Credores (AGC) do Grupo Light que irá decidir pela aprovação ou não do plano de recuperação judicial da companhia está marcada para o dia 25 de abril, a partir das 14h. O Grupo Light é composto pelas empresas Light, Light Serviços de Eletricidade, Light Energia e Lajes Energia.

 

Artigo anteriorMega-Sena sorteia prêmio de R$ 62,9 milhões nesta terça-feira; confira os números
Próximo artigoHaddad avalia que Brasil tem potencial de liderar transição energética