Governo adia leilão de portos por conta das chuvas no Rio Grande do Sul

8

Certame estava previsto para 23 de maio, e nova data não foi informada

O governo federal adiou o leilão de seis terminais portuários que estava marcado para 23 de maio na Bolsa B3, em São Paulo. A decisão foi anunciada pelo Ministério de Portos e Aeroportos em decorrência da situação de calamidade devido às cheias no Rio Grande do Sul.

“Em razão da situação de calamidade pública em que se encontra o estado do Rio Grande do Sul, devido às enchentes causadas por fortes chuvas, e em respeito aos familiares e amigos das vítimas da tragédia”, disse o Ministério em nota.

O certame, o primeiro do atual governo, prevê o arrendamento de seis áreas: quatro localizadas no Porto de Recife (PE, uma no Porto do Rio de Janeiro (RJ) e uma no Porto de Rio Grande (RS).

A nova data ainda não foi marcada e será anunciada em breve, segundo o Ministério.

 

Artigo anteriorEm evento com Alckmin, presidente da associação de supermercados diz que ‘nova cesta básica do governo contraria Constituição’
Próximo artigoGoverno vai suspender dívida do RS por três anos; alívio será de R$ 11 bi