Ganhou nota baixa no Uber? Entenda os critérios considerados por motoristas para classificar passageiros

9

Condutores explicam os motivos por trás das classificações dadas aos passageiros

O que realmente faz a diferença para receber uma nota equivalente a cinco estrelas e uma avaliação mais baixa do motorista de aplicativo? Os motoristas da Uber destacam algumas práticas que podem contribuir para uma avaliação positiva. Primeiro, estar pronto para partir assim que o motorista chegar ao local. Além disso, os usuários devem tratá-los com educação e respeito. Pequenos gestos, como usar o cinto de segurança, também são valorizados pelos profissionais na hora de pontuar a quantidade de estrelas.

Conforme dados divulgados pela Central de Privacidade da Uber, a média das avaliações dadas pelos motoristas aos usuários brasileiros é de 4,88 estrelas.

O que dizem os motoristas?

Gabriel de Souza Paula, de 27 anos, motorista da Uber no Rio de Janeiro, compartilha seus critérios de avaliação com relação aos passageiros. Para ele, a pontualidade é crucial, e passageiros que se atrasam podem receber menos estrelas no seu critério de avaliação.

— Eu prezo pelo respeito e da educação durante a viagem. Além de pequenos gestos, como usar o cinto de segurança, que é obrigatório e não demorar para chegar até o veículo.

Em termos de avaliação, Gabriel dá 5 estrelas para passageiros cordiais e colaborativos, enquanto aqueles que não demonstram consideração recebem apenas uma estrela.

Roger Martins Andrade Pereira, motorista de 48 anos que atua em São Luís (MA) e acumula cinco anos de experiência na plataforma, destaca os aspectos cruciais que influenciam sua avaliação dos passageiros: pontualidade e respeito mútuo.

— Pontualidade é fundamental para nós motoristas. Quanto menos tempo perdido esperando, mais corridas podemos fazer — afirma Roger.

No entanto, ele esclarece que, embora a pontualidade seja essencial para otimizar o tempo, ela não é um fator decisivo em sua avaliação dos passageiros.

— O que realmente faz a diferença na minha avaliação é o respeito e a educação mútuos —, enfatiza o motorista.

Ele destaca que o comportamento durante a viagem é crucial e que passageiros que demonstram consideração e cortesia recebem uma avaliação mais positiva. Ainda sobre a avaliação, Roger diz que costuma dar 5 estrelas, mas quando o passageiro demora para chegar, ele desconta pontos.

— Quanto mais o passageiro demora, mais tempo eu perco. Isso implica na possibilidade de ter mais corridas no fim dia —, finaliza.

O que diz a empresa?

Segundo a empresa, as avaliações são essenciais para garantir uma experiência tanto para os usuários quanto para os motoristas. Além disso, os pilares para ter uma boa pontuação são: tempo de espera curto, educação e segurança.

Mas também há algumas ressalvas. Se o motorista der uma avaliação baixa devido a problemas que não são de sua responsabilidade, como o trânsito, essa avaliação não será contabilizada na sua média. Os passageiros também podem ver quantas vezes receberam apenas uma estrela desde fevereiro, além da nota média considerando as últimas 500 avaliações recebidas.

Pela plataforma, os passageiros com avaliações baixas estão proibidos de solicitar corridas. Por curiosidade, segundo o site TechTudo, os motoristas recebem e-mails e avisos para melhorar seu serviço se sua pontuação cair abaixo de 4,6. Se não conseguirem melhorar, podem ser banidos da plataforma. Enquanto isso, os usuários podem ser removidos se sua avaliação atingir 4,0 ou menos.

*Estagiário sob supervisão de Daniel Biasetto

Artigo anteriorCaixa Econômica tem lucro de R$ 2,9 bi no primeiro trimestre do ano
Próximo artigoRio Grande do Sul: governo dispensa documentos para saque calamidade do FGTS