Dono da Louis Vuitton compra bistrô centenário em Paris favorito das estrelas

Estabelecimento é conhecido pelos preços exorbitantes e frequentado por celebridades, como o cineasta Francis Coppola e o jogador de futebol David Beckham

15
O restaurante Chez l'Ami Louis em Paris, comprado por Bernard Arnault, dono da Louis Vuitton — Foto: Getty Images

O conglomerado de luxo francês LVMH continua ampliando seu vasto império de marcas de moda, joalharia e hotéis. Desta vez, o grupo de propriedade de Bernard Arnault, o homem mais rico da Europa e terceiro do mundo, anunciou a compra do Chez L’Ami Louis, restaurante localizado no centro de Paris e queridinho de estrelas do mundo inteiro.

O bistrô de mais de 100 anos é descrito pelo grupo LVMH como uma ”autêntica joia parisiense”, mas não revelou o valor do negócio.

Em um comunicado, a LVMH afirmou que se comprometerá a “preservar o carácter único e a identidade familiar do restaurante e continuar a apoiar o seu savoir-faire e experiência franceses”.

LEIA MAIS: O impacto da tecnologia, do marketing e da personalização dos produtos no mundo empresarial

O clássico bistrô trabalha há várias gerações com sua rede de horticultores e criadores. Seu fundador, o chef Antoine Magnin, faleceu em 1987. Atualmente, o local é gerido por Louis Gadby.

Fundado em 1924, o restaurante, que este ano completa 100 anos, é conhecido pelo menu que celebra a tradição culinária francesa – com ingredientes como escargot e foie gras – e é famoso também por seu frango assado com batatas fritas crocantes.

O estabelecimento é frequentado por celebridades do mundo artístico, político e esportivo, como o cineasta Francis Ford Coppola, o ex-presidente francês Jacques Chirac, que o escolheu para um jantar com Bill Clinton durante uma visita oficial à França, em 1999, e o casal David e Victoria Beckham. O Chez L’Ami Louis também foi frequentado por Alice Waters, Kamala Harris, Catherine Deneuve e Mel Gibson.

O frango assado com batatas fritas crocantes é um dos principais pratos do bistrô Chez l’Ami Louis — Foto: Divulgação/LVMH

O restaurante, que aparece na categoria ‘Coup de Coeur’ da mais recente classificação britânica dos 101 Melhores Restaurantes de Steak do Mundo, tem apenas 14 mesas. O estabelecimento também ganhou o selo de aprovação de Gwyneth Paltrow. A sua empresa de estilo de vida Goop descreve, em seu site, o Chez L’ami Louis como “um dos melhores e mais veneráveis bistrôs de Paris”.

Diversificando os negócios

Nos últimos anos, a LVMH, que detém marcas de luxo como Dior e Louis Vuitton, entre outras, reforçou seu portfólio de locais de hospitalidade. Em 2019, a empresa adquiriu a Belmond, que possui hotéis e organiza cruzeiros ferroviários e fluviais de luxo, em um negócio de US$ 3,2 bilhões.

No início deste mês, a LVMH anunciou “um investimento estratégico” no Orient Express, uma marca que oferece viagens de comboio de luxo pertencente à empresa francesa de hospitalidade Accor.

o proprietário da LVMH, Bernard Arnault, é a terceira pessoa mais rica do mundo, depois de Jeff Bezos, fundador da Amazon, e de Elon Musk, dono da Tesla e da SpaceX, tem uma fortuna avaliada em US$ 199 bilhões (cerca de R$ 1 trilhão), de acordo com o Bloomberg Billionaires Index.

Artigo anteriorCoach, diretivo ou afetivo: Saiba como identificar o perfil do seu chefe
Próximo artigoAmazon lançará internet via satélite no Brasil e competirá com empresa de Elon Musk