Concurso Unificado: governo digulga novas regras com proibição para candidatos saírem com provas e coleta de digitais

23

Prova será aplicada no próximo dia 5 em 228 cidades; 2,14 milhões pessoas se inscreveram

O governo anunciou nesta terça-feira um conjunto de novas regras para a aplicação da prova do Concurso Nacional Unificado, chamado de “Enem dos concursos”. Para “evitar fraude”, os candidatos não poderão sair com o caderno de provas e nem fazer anotações no cartão de confirmação. Em outra frente, digitais e exame grafológico para biometria serão coletados na sala de aplicação das provas.

O total de 228 cidades vão receber a prova no dia 5 de maio. Foram 2,14 milhões pessoas foram confirmadas em todo o Brasil e 57,3% são da faixa de renda de até R$ 4.236, ou seja, três salários mínimos. No recorte por gênero, 56% são mulheres.

O governo autorizou o uso da Força Nacional para apoio no dia da prova do Concurso Público.

O governo anunciou nesta terça-feira um conjunto de novas regras para a aplicação da prova do Concurso Nacional Unificado, chamado de “Enem dos concursos”. Para evitar eventuais fraudes, os candidatos não poderão sair com o caderno de provas e nem fazer anotações no cartão de confirmação. Em outra frente, digitais e exame grafológico para biometria serão coletados na sala de aplicação das provas.

O total de 228 cidades vão receber a prova no dia 5 de maio. Foram 2,14 milhões pessoas foram confirmadas em todo o Brasil e 57,3% são da faixa de renda de até R$ 4.236, ou seja, três salários mínimos. No recorte por gênero, 56% são mulheres.

O governo autorizou o uso da Força Nacional para apoio no dia da prova do Concurso Público.

 

Artigo anteriorHaddad consegue diminuir impacto de Perse e projeto deve ter menos de 30 setores
Próximo artigoGoverno tenta recuperar R$ 1,5 milhão desviado de sistema de pagamentos do Tesouro Nacional