Chuvas no RS: saiba como sacar o Bolsa Família e o Auxílio Gás antecipados pelo governo

11
BIE - Banco de imagens externas - Está pronto para ser votado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) projeto de lei que visa a incentivar a contratação de beneficiários do Bolsa Família por empresas. De autoria do senador licenciado Alvaro Dias (PSDB-PR), a matéria tem parecer favorável, com uma emenda, do relator, senador Ciro Nogueira (PP-PI). O Projeto de Lei do Senado (PLS) 433/2008 permite que a pessoa jurídica que contratar beneficiário do Programa Bolsa Família possa deduzir valor equivalente ao benefício do Bolsa Família da contribuição patronal devida à Seguridade Social. A proposição também prevê que, necessariamente, o empregado tenha o benefício suspenso durante todo o período em que durar seu vínculo com a empresa. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Valor estará disponível no dia 17

O governo Lula anunciou nesta quinta-feira um pacote de medidas de auxílio financeiro para o Rio Grande do Sul. Ao todo, as iniciativas representam um impacto de R$ 50,9 bilhões.

Na lista está a antecipação do calendário para pagamento dos programas Bolsa Família e auxílio-gás, para atender o total estimado de 583 mil famílias. O impacto é estimado em R$ 380 milhões.

A partir do próximo dia 17, os beneficiários de municípios gaúchos poderão movimentar o recurso do Bolsa Família. Não será necessário esperar a data informada inicialmente, que segue o calendário escalonado conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS).

O valor vai estar disponível no primeiro dia de repasse do Bolsa Família para os municípios gaúchos.

A consulta pode ser realizada pelos aplicativos Bolsa Família e Caixa Tem. A seleção das famílias para o auxílio gás é realizada considerando os dados inseridos pelas prefeituras no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.

 

Artigo anteriorInflação acelera para 0,38% em abril, aponta IBGE
Próximo artigoChuvas no RS: saiba como ter acesso ao seguro desemprego extra