Celular Seguro chega a 50 mil bloqueios após alertas de perda, roubo ou furto

Ferramenta impede o uso do telefone móvel por terceiros nessas situações

12
Crédito: divulgação/Governo Federal

O programa Celular Seguro já bloqueou 50 mil celulares perdidos, roubados ou furtados em todo o país. A iniciativa, do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), permite que brasileiros impeçam o acesso de terceiros aos seus aparelhos e aplicativos digitais nessas situações.

Criado em dezembro do ano passado, o programa tem mais de dois milhões de cidadãos registrados. Em abril deste ano, uma nova versão da ferramenta foi lançada, com melhorias no processo de registro de furto, roubo ou perda. Assim, basta a vítima ter uma conta gov.br e acessar o site celularseguro.mj.gov.br ou aplicativo da iniciativa para acionar o botão de emergência.

Há ainda outra funcionalidade no alerta feito por usuários do programa. Bancos e instituições financeiras que aderiram ao projeto fazem o bloqueio de contas do cidadão que perdeu o acesso a seu celular. E em breve, o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) pretende que as operadores de telefonia façam o bloqueio de linha para o consumidor, a partir do mesmo procedimento.

Vale lembrar que os bloqueios realizados pela plataforma Celular Seguro não podem ser revertidos, no entanto, com a mesma comodidade. Por questões de segurança, os desbloqueios devem ser pedidos a operadora, bancos e outras empresas envolvidos.

Artigo anteriorBets: Fazenda divulga regras para que empresas de apostas se regularizem, sob pagamento de R$ 30 milhões
Próximo artigoHaddad bate boca com bolsonaristas em audiência na Câmara: ‘Faz o exame de DNA que vai saber quem deu calote’