Bolsas mundiais em alta no início da semana, com destaque para payroll, BCE e PIB do Brasil

10
Painel de ações (Foto: Reprodução / Pixabay)

A sessão desta segunda-feira (3) apresenta predominantemente ganhos nas principais bolsas mundiais, marcando o início de uma semana de destaque para os dados de emprego nos Estados Unidos e a decisão sobre juros do Banco Central Europeu (BCE), além da divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil referente ao primeiro trimestre.

Nos EUA, os índices futuros operam majoritariamente em alta no primeiro pregão de junho, com os investidores aguardando dados da indústria. Wall Street encerrou maio em alta, registrando seu sexto mês positivo em sete, com destaque para o Nasdaq, que teve seu melhor desempenho desde novembro de 2023, com um aumento de 6,9%.

Na Ásia e no Pacífico, os mercados fecharam principalmente em alta, impulsionados pelo alívio nas preocupações com a inflação e os juros nos EUA. Na Europa, os mercados também operam em território positivo, estendendo a recuperação da semana anterior, enquanto os investidores aguardam a decisão do BCE sobre as taxas de juros, esperando-se um corte pela primeira vez desde 2019.

No campo das commodities, os preços do petróleo viraram para baixo após uma alta inicial, seguindo a decisão do grupo de produtores OPEP+ de estender os cortes na produção até 2025. O minério de ferro registrou queda devido aos sinais de enfraquecimento da demanda por aço na China.

No cenário político brasileiro, o presidente Lula se reúne com líderes do governo no Congresso e o ministro Alexandre Padilha para discutir estratégias após derrotas sofridas pelo Planalto em votações na semana anterior. Além disso, a ministra Cármen Lúcia toma posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No radar corporativo, a Gol Linhas Aéreas anuncia Eduardo Guardiano Leme Gotilla como novo diretor vice-presidente financeiro e de relações com investidores, enquanto registra prejuízo líquido de R$ 395 milhões em abril, estando em recuperação judicial nos Estados Unidos.

(Com informações do Estadão, Reuters, Agência Brasil e InfoMoney)

Artigo anteriorINSS paga segunda parcela do 13º a quem recebe acima do mínimo
Próximo artigo“A União Faz a Força” conclama votantes à eleição do Creci-PB amanhã