Confiança da indústria no Brasil avança em maio, aponta FGV

Melhora na percepção sobre a demanda é um dos fatores que contribuíram para esse avanço

11
O Índice de Situação Atual (ISA) subiu 2,2 ponto (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)

A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgou nesta terça-feira (28) que o Índice de Confiança da Indústria (ICI) no Brasil apresentou um avanço em maio em comparação com o mês anterior. De acordo com os dados da FGV, o ICI registrou um aumento de 1,2 ponto.

Segundo Stéfano Pacini, economista do FGV IBRE, a melhora na percepção sobre a demanda é um dos fatores que contribuíram para esse avanço. Ele observou que os empresários estão notando uma aproximação do nível de estoques em relação à normalidade.

Pacini também mencionou que, embora haja impactos do desastre ambiental no Rio Grande do Sul em alguns segmentos, esses impactos ainda não são claros em termos gerais para a confiança.

O resultado do ICI reflete uma melhora nas avaliações sobre a situação atual da indústria, com o Índice de Situação Atual (ISA) subindo 2,2 pontos, atingindo 98,2 pontos.

O Índice de Expectativas (IE), que indica a percepção sobre os próximos meses, também registrou um aumento, avançando 0,2 ponto e alcançando 98,0 pontos, o nível mais elevado desde junho de 2022 (99,5 pontos).

Pacini destacou que o cenário macroeconômico, caracterizado por cortes na taxa de juros e melhorias nos indicadores de trabalho e renda, contribui para a tendência de otimismo na indústria para os próximos meses. Ele também mencionou uma perspectiva positiva relacionada ao ambiente de negócios no segundo semestre. No entanto, observou-se uma queda no ímpeto sobre contratações nos próximos meses, após uma melhora nos últimos meses.

Artigo anteriorIRPF: é melhor fazer a declaração incompleta ou perder o prazo?
Próximo artigoGastos com previdência consomem quase todo crédito extra de R$ 15,8 bi no orçamento